O rio Tietê o gigante paulista

Rio Tietê possui 1.100 Km de extensão. Nasce no município de Salezópolis-SP, numa altitude de 1.030 m a 22 Km do Oceano Atlântico e desemboca no Rio Paraná entre os municípios de Itapura, Ilha Solteira e Castilho. É um rio histórico que permitiu a entrada dos Bandeirantes e Monções e o desenvolvimento da cafeicultura e da industrialização.

Hoje está ligado ao Rio São José dos Dourados pelo canal Pereira Barreto, incorporando os 400 Km do tramo norte da Hidrovia Tietê-Paraná, ligando São Paulo, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso e Goiás.

O Rio Tiête que garantiu energia necessária ao desenvolvimento de São Paulo, transforma-se hoje em estrada para expandir a fronteira econômica do Brasil com Cone Sul.

Geração de energia elétrica, transporte hidroviário, extrativismo, pesca, esportes náuticos, turismo e lazer são alguns dos usos desse rio apenas no trecho entre a usina hidrelétrica de Nova Avanhandava, em Buritama, e o Quality Resort Araçatuba.

No dia 22 de setembro, comemora-se o dia do rio Tietê. A preservação desse recurso hídrico deve ser o foco das comemorações. Aos poucos tem se recuperado o rio com ajuda dos povos ribeirinhos. O rio está mais limpo, tem uma boa qualidade e quantidade de peixe. Por isso, está na hora de começarmos a olhar para a preservação e reconstrução da mata ciliar do rio Tietê.

Garças brancas e cinzentas, biguás, paturis, gaviões, tuí-tuís, quero-queros estão por toda a extensão do rio. A presença das aves indica a abundante concentração de peixes no local. Das águas do Tietê é possível fisgar curvinas, piaus, pacus, porquinhos, tucunarés, cascudos e piranhas, mandis, lambaris, tilápia, corimba Até mesmo uma piraputanga, o salmão brasileiro, já foi encontrada no rio Tietê.

Condomínios e clubes, presentes em toda a extensão do rio, indicam sua exploração econômica. O mesmo acontece com as bóias demarcatórias de profundidade e direção, que sinalizam a passagem da hidrovia Tietê-Paraná, transporte de baixo custo e de respeito ao meio-ambiente.

Somente em seu trecho paulista, a hidrovia Tietê-Paraná possui 800 quilômetros navegáveis que poderiam estar sendo utilizados tanto para o transporte de cargas quanto para o transporte de passageiros. As águas do Tietê também geram energia elétrica na usina Nova Avanhandava. O rio ainda é explorado sustentavelmente por pedreiras, portos de areia e argila.

3 comentários:

Cris disse...

Donizete,

E um prazer trocar link com mais um blog seu! Ja to levando o seu!

Beijos

mickey disse...

koe mano pode me adiconar sim ta blz.

qwndo me adicionar me avisa q eu te adiciono tbm no meu..abraços

fafa loira disse...

OLA.
FIQUEI FELIZ COM O CONVITE.
CONVITE FEITO, PARCERIA ACEITA.
OBRIGADO