Camarão Marinho

O camarão marinho pode estar associado a habitats, costeiros, estuarinos e oceânicos. São animais capazes de crescer rapidamente e, dependendo da espécie, podem chegar a 18 - 30 cm em comprimento.Os machos depositam o espermatóforo no télico da fêmea no período de intermuda.

Os ovos fecundados são liberados no mar. Após um curto período nascem as larvas. O desenvolvimento larval consiste dos estágios náuplios, zoea e mysis com diferentes formas do corpo.

O camarão com algumas semanas de vida (após a fase larval) é conhecido como pós-larva e se concentra próximo à costa e nos estuários. A pós-larva, embora seja muito menor, é semelhante ao adulto. As pós-larvas, como os camarões jovens, começam a procurar o fundo do mar.

Conhecido como camarão cinza do Ocidente, esta é a espécie mais adaptada aos ecossistemas brasileiros, participando com quase 100% da produção nacional e 16% da produção mundial.

O Brasil é sexto maior produtor mundial de camarão marinho e o primeiro em produtividade por hectare, alcançando em algumas regiões, cerca de seis toneladas ao ano, enquanto a média mundial não ultrapassa a metade deste valor.

Formas de cultivo empregadas na região

Vários são os sistemas de cultivo de camarões empregados no mundo, incluindo viveiros em terra, tanques em concreto, gaiolas flutuantes e fixas, e cercados. A forma de cultivo também pode ser diferenciada pela utilização ou não de alimento inerte e pelas taxas de renovação de água. Quanto maior for a densidade de estocagem dos organismos por área cultivada (sistema intensivo), maiores serão as taxas de renovação de água e a quantidade de alimento oferecido.

1 comentários:

Darcy Mendes disse...

Olá Parceiro

Passei para uma visita e também para avisar que tem mais selo para seus blogs.
Obs. Seus blogs já estão nos meus links.

Abraços