Como os peixes respiram?

A maior parte dos peixes respiram absorvendo água pela boca e pelas brânquias, expelindo-a pelos opérculos.

Trata-se de um processo que os torna capazes de extrair oxigénio e eliminar dióxido de carbono e amónia. 

Como os peixes não têm pulmões, eles respiram utilizando as brânquias, que tiram o oxigênio da água.

O peixe engole a água pela boca e a envia pelos arcos das brânquias. Nesta parte, o oxigênio passa da água para o sangue do peixe. Os gases residuais voltam para a água. Parte do gás que o peixe tira da água infla numa bexiga natatória, que o ajuda a não afundar.

Muitos peixes vivem em águas pobres em oxigénio ou em zonas que secam periodicamente. Para sobreviverem, adaptaram órgãos internos, como os intestinos ou a bexiga natatória, que funcionam como auxiliares de respiração.

Alguns peixes conseguem respirar ar diretamente da atmosfera. É o caso dos peixes-pulmonados que têm dois pulmões para além das brânquias.

O que é o peixe Anabantideo?
O Anabantideo, chamado de peixe de labirinto. Alguns peixes, como os guramis, desenvolveram um órgão designado labirinto que consiste numa cavidade situada perto das brânquias, onde é armazenado o ar engolido à superfície. No interior desta cavidade encontram-se numerosas lâminas que aumentam a área coberta por tecido respiratório, que é extraído o oxigénio.

É um dos meios em que pode respirar o ar na superfície e para viver em caso de falta de oxigênio na água. O labirinto consiste em cavidades em cada lado da cabeça que contêm diversas placas ósseas cobertas com um tecido enrugado.

Alguns destes peixes tornaram-se assim muito dependentes deste órgão, podem morrer se impedido de alcançar a superfície para respirar o ar atmosférico, no tempo máximo de 20 segundos os peixes devem nadar à superfície, cospem para fora uma bolha de ar usado, e fazem a troca de gases, retirando o oxigênio através do labirinto

1 comentários:

escalafobetico disse...

Ótimo post, Donizete, muito legal, informações bem bacanas.
Abração